6 de janeiro de 2019

GUAMARÉ- VEREADOR GUSTAVO RELATA SITUAÇÃO CAÓTICA NO ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM BAIXA DO MEIO


O vereador Gustavo Santiago em sua rede social relata situação caótica no abastecimento de água no distrito de Baixa do meio.
O mesmo indignado com a situação entrará com requerimento solicitando providências do executivo para resolver o problema.

Leia o que o vereador postou em sua página no Facebook.





Boa noite a todos!
Na última quinta-feira (03/01), ao passar em frente ao ponto de abastecimento de água de baixa do meio, percebi uma movimentação atípica, apesar de comum vermos um grande número de pessoas que diuturnamente vão até o local em busca de um pouco d’água, chamou-me atenção a presença da polícia militar no local.
Ao perguntar as pessoas que lá estavam sobre o que estava ocorrendo, fui informado que houve um princípio de tumulto devido ao descumprimento de um “acordo” que fora firmado entre o responsável pela “distribuição” da água e os usuários do “sistema”.

Não pretendo discutir o mérito desta ocorrência por entender que com isso poderei está valorizando aquilo que se quer deveria existir, afinal, em municípios com bem menos recursos, a água chega até a população da forma que tem de ser - pelas torneiras.
Esta realidade cruel, definitivamente, precisa ser alterada, é inadmissível que com tanto recurso financeiro, ainda tenhamos que conviver com esta situação que aflige e constrange a população.
As informações que colhi acerca da capacidade de fornecimento de água deste sistema, que é composto por um poço, cuja vazão é de aproximadamente 70m³/h, que após o processo de dessalinização, 65% desse volume (45m³/h) é disponibilizado pra consumo, aponta que um bombeamento de 10h/dia, produziria algo em torno de 450m³/dia, se dividirmos esse volume pelo consumo per capita sugerido pela OMS (110l), poderíamos atender a mais de 4000 pessoas diariamente.
Se os números estiverem corretos, estamos diante de um péssimo exemplo de administração deste recurso natural, que poderia ser melhor gerido, evitando além da escassez, o constrangimento de obrigar os moradores a ter que deslocar-se de suas casas para ter acesso a um bem tão básico.
Irei apresentar requerimento com pedido de informação para apurar a situação.


Um comentário: